O FENÔMENO CHAMADO MARKETING MULTINÍVEL Por que o modelo de remuneração vem atraindo cada vez mais empreendedores e empresas tradicionais do mercado?

Não é novidade que a Venda Direta e o Marketing Multinível têm se mostrado uma opção interessante para empresários que desejam criar ou ampliar as alternativas de comercialização de seus produtos ou serviços.

Claro! Segundo dados da ABEVD – Associação Brasileira de Vendas Diretas – o setor movimentou, em 2016, um volume de negócios de R$ 45,7 bilhões – 13% de crescimento em relação ao ano de 2015 – e ofereceu oportunidade de negócios para 4,3 milhões de empreendedores no país.

A força da venda por relacionamento e a aposta na possibilidade de contar com um verdadeiro exército de pessoas que sonham em ter seu próprio negócio já seriam razões de sobra, não é?!

Mas, para motivar ainda mais os empresários, a Venda Direta possibilita vencer os custos e as limitações físicas do varejo tradicional, já que a comercialização é feita por profissionais autônomos, que podem chegar a uma distância que um determinado ponto de venda não é capaz de alcançar.

No entanto, além dos desafios operacionais e jurídicos, um dos maiores mistérios para a grande maioria de empresários é o entendimento profundo sobre os modelos de remuneração, principalmente quando nos referimos ao Multinível.

Quando sou questionada sobre o tema, minha resposta é uma só: Sim! O Multinível, quando adotado corretamente, é uma forma de remuneração absolutamente legal, segura e eficaz para as empresas.

E mais: acredito que em um futuro bem próximo, a exemplo do que acontece nos Estados Unidos – primeiro lugar no ranking mundial de Venda Direta -, a maior parte das empresas brasileiras do segmento terão o Multinível como sistema de remuneração de canal.

Por isso, é preciso vencer a barreira deste assunto aparentemente “complexo e inexplicável” porque, a qualquer momento, ele poderá fazer parte da sua vida profissional.

Entender o Multinível não é uma tarefa simples. No entanto, começar esse exercício através da observação macro de empresas de sucesso “reais” foi, para mim, a melhor forma de estudar sobre o assunto.

O Multinível é muito mais do que um plano de remuneração. Ele é um movimento que envolve e motiva pessoas que, com muito trabalho e dedicação – isso mesmo… não existe uma “mágica” – conquistam premiações e realizam sonhos que, em atividades tradicionais, jamais seriam possíveis.

Pensando nisso, gostaria de compartilhar com você a matéria do jornalista Rafael Mendonça, recentemente publicada pela Revista Atualidade Cosmética – uma das mais tradicionais e respeitadas desta indústria – que fala sobre o tema de forma muito simples e gostosa de ler.

Além da história da Hinode Cosméticos, você verá que empresas tradicionais do varejo que já se renderam a estratégia e estão apostando alto no sucesso da operação, como a Cless Cosméticos .

Ah! Se você acredita que a Venda Direta e o Multinível só funcionam com cosméticos, está enganado! Atualmente, diversas empresas de produtos e serviços já atuam neste sistema como uma forma de conquistar o Consumidor Omnichannel.

Clique aqui para fazer o download do arquivo em PDF. Se, depois desta leitura, você quiser saber mais a respeito, deixe seu comentário!

 

Boa leitura!!

 

 

PESQUISA FOCUS GROUP – COMO MINIMIZAR OS RISCOS NOS INVESTIMENTOS EM 2018? Ouvir o que o Cliente tem a dizer ajuda a identificar se a empresa está seguindo a direção certa.

Já estamos em setembro… 2017 passou voando….

Nesta época do ano, é esperado que a elaboração do Planejamento Estratégico e Orçamentário para 2018 seja uma das “pautas” das reuniões nas empresas!

Com os recentes noticiários apontando alguns sinais de melhoria na Economia,  acredito que em 2018, o país seguirá em frente com a sua recuperação.

No entanto, independentemente da atmosfera “otimista”, precisamos seguir em frente, investindo sempre em ações que tragam resultados positivos.

Quando falamos em Lançamentos, seja de uma Marca, Produto/Serviço ou até mesmo a implantação de estratégia multicanal, o cuidado precisa ser redobrado!

Frequentemente, algo novo aparece no mercado e isso sempre causa um verdadeiro alvoroço.

No entanto, entre o lançamento e a compra, existem fatores que, por mais que tenhamos controle, conhecimento e experiência, podem ser impossíveis de prever .

Por isso, sigo acreditando que uma das formas mais eficazes de minimizar os riscos de um lançamento é ouvir a opinião do cliente.

Uma das formas mais interessantes – e de baixo investimento – é investir em Pesquisa Focus Group.

Por serem monitoradas e realizadas com o público diretamente interessado, além de avaliar a aceitação de lançamentos, é possível obter insights que potencializam nossas ações.

Quer um exemplo? Há um tempo atrás, realizei um Focus Group para uma empresa que oferece serviços para um determinado nicho de mercado.

Durante a pesquisa, além dos aspectos originais de avaliação, surgiram ajustes que aprimoraram o que já estava pronto e ideias muito interessantes e possíveis de serem implantadas.

Pode até parecer algo muito simplista e óbvio… Mas, ao longo de minha carreira, percebi que as empresas que realmente se destacam, normalmente investem em Estratégias de Marketing que as aproximam de seus clientes.

Por isso, gostaria de encerrar esse post sugerindo que além de um fator de redução de riscos, considere o investimento em Pesquisa Focus Group como uma ação valiosa, capaz de gerar ideias inovadoras para a sua empresa.

Se você tem algum comentário, sugestão ou experiência que gostaria de dividir comigo, deixe seu comentário!!

Vai ser ótimo conversar com você sobre isso!

MARKETING ESTRATÉGICO: FATURAMENTO DO E-COMMERCE REGISTRA ALTA DE 7,5% NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2017! Se houve alta no faturamento, por que a taxa de conversão continua sendo a mesma?

Desenvolvido pela Ebit desde 2001- uma das principais empresas de fonte de informação do país – o Webshoppers é considerado como o relatório de maior credibilidade e referência entre profissionais e empresas atuantes e interessadas em e-commerce no Brasil.

Segundo informações divulgadas no 36º Webshopper nesta última quarta-feira (23/08),  no primeiro semestre de 2017, o faturamento do canal registrou crescimento nominal de 7,5% em relação ao mesmo período de 2016, com faturamento de R$ 21 bilhões.

Considerando o cenário econômico atual, informações como essas são altamente positivas, principalmente para empresários e empreendedores interessados em investir em e-commerce.

No entanto, um dos principais indicadores de negócio – a Taxa de Conversão -, não apresentou nenhuma reação significativa, mantendo-se em 1,8%. Como entender esse resultado?

Pessoalmente, acredito muito neste canal e penso que ele proporciona uma série de grandes oportunidades para as empresas. No entanto, assim como em qualquer canal de comercialização de produtos, é preciso investir em gestão e inteligência de marketing com o objetivo de minimizar o abandono do “carrinho de compras”.

Gostaria, então, de compartilhar com você algumas sugestões para reflexão. Vamos lá?

Público Alvo:

Sem dúvida, os Millennials são maioria absoluta entre os consumidores em e-commerce. Porém, engana-se quem acredita que Baby Bommers e os Seniors não realizam compras pela internet – atualmente, eles representam cerca de 21% do total de clientes deste canal, segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico. Logo, conhecer a fundo o consumidor e desenvolver estratégias de marketing adequadas ao público alvo é fundamental para o sucesso da operação.

 

Produtos e/ou Serviços:

Atualmente, é possível encontrar uma série de produtos e serviços disponíveis para compra através de e-commerce. No entanto, é preciso considerar que essas transações acontecem em um ambiente 100% virtual. Penso que as empresas precisam estar atentas e preparadas para resolver situações como impossibilidade de experimentação do produto ou, ainda, complexidade de informações sobre os serviços, por exemplo. Serviços de chat “que realmente funcionem” poderiam ser uma alternativa interessante a ser considerada.

 

Site e Plataforma de Sistema E-Commerce:

Além de responsível, a loja virtual deve ser amigável e simples de operar. Se 81% dos Millennials abandonam um carrinho de compra por causa da lentidão de seu carregamento, imagine um cliente das gerações anteriores que ainda apresentam certo receio e/ou dificuldade em realizar compras neste canal.

 

Logística e Prazo de Entrega

Aqui, gostaria de compartilhar com você uma experiência pessoal. Recentemente, precisei de cartões de visita e, através da indicação de um amigo, realizei a compra através do site da gráfica Printi. A facilidade para adquirir os produtos, os serviços adicionais (você não precisa ser um expert em computação gráfica para fazer seu próprio cartão), o preço, forma de pagamento e, principalmente, a entrega, verdadeiramente me surpreenderam. Recebi o produto exatamente do jeito que eu queria e, ainda, antes do prazo acordado. Precisa dizer mais alguma coisa? Além de me tornar fiel à empresa, recomendo que você visite o site e experimente! Você vai adorar!

É claro que ainda existem outros aspectos que podem ser aprofundados nesta análise. Mas, para finalizar, sugiro sempre que uma das melhores referências para entender se os negócios estão no caminho certo é conhecer a fundo a opinião de nossos clientes.

Você concorda comigo?? Escreva seu comentário! Adoraria continuar esta conversa com você!

Até a próxima!

WORKSHOP ATUALIDADE COSMÉTICA CHEGA A SALVADOR NO DIA 19 DE SETEMBRO! Evento oferece informações de mercado, novidades e tendências para empresas e empresários da indústria local.

Conhecida como uma das principais referências em veículo de comunicação da indústria de cosméticos, a Revista Atualidade Cosmética promove, ao longo do ano, diversos eventos com o objetivo de oferecer aos empresários e executivos do segmento, o que há de mais inovador neste mercado.

Um desses eventos é o Workshop Atualidade Cosmética!

Idealizado e organizado por Aûani Cusma de Paula, desde 2014, além de abordar as principais tendências de mercado, o evento tem a proposta de viajar pelo país, promovendo debates e troca de informações sobre os aspectos da indústria local e as possíveis oportunidades de negócios.

O próximo evento será realizado em Salvador no dia 19 de setembro e, para esta edição, a ENKANTHA foi convidada para falar sobre “CONSUMIDOR OMNICHANNEL, MULTICANALIDADE, DESAFIOS E OPORTUNIDADES NA BUSCA DE NOVOS CANAIS DE VENDAS”.

Clique aqui, confira a programação no site da revista e participe!

 

 

 

TRILOGIA MILLENNIALS – PARTE 3: DESENVOLVIMENTO DE TALENTOS Uma leitura do profissional desta geração e como apoiar seu desenvolvimento.

Seja em cargos operacionais ou estratégicos, os Millennials estão à nossa volta e fazem parte da grande maioria dos colaboradores das empresas!

Independentemente de suas histórias e das oportunidades que receberam ao longo de suas vidas, é importante entender o retrato desta geração e como aprenderam a compreender as relações.

Eles foram criados por pais que, na maioria das vezes, tinham uma vida profissionalmente ativa, pouco tempo para brincadeiras e um pesar enorme pela ausência, que era imediatamente compensada com algum “consentimento imediato”.

Tiveram que aprenderam muito cedo noções sobre  coletividade. Na escola – local onde passavam a maior parte do tempo -, além do grupo de colegas de sala, a única figura com maior experiência com quem poderiam contar era a professora, que vivia rodeada de alunos como eles.

Em casa, a avó, babá e/ou a auxiliar de serviços gerais eram responsáveis por este papel.

Os que se destacavam tinham algumas características em comum: uma boa dose de autoconfiança, popularidade entre os colegas e, principalmente, flexibilidade o suficiente para “dançar conforme a música”!

Some esse cenário aos avanços da tecnologia, o crescimento da violência nas grandes cidades, condomínios de apartamentos e a possibilidade de se conectar com diversas pessoas a partir do computador, sem ter que sair de casa…

O resultado não poderia ser diferente: este universo gerou verdadeiros especialistas em sobrevivência.

Por favor, meu objetivo não é rotular! Ser um sobrevivente tem uma série de aspectos positivos, ok?!

Meu desejo é compartilhar, sem “pré-conceito”, o que aprendi a respeito desses profissionais e os caminhos que utilizei para ajudá-los no processo de desenvolvimento. 

Seguindo o mesmo exemplo utilizados nas edições anteriores, vamos lá: “As 5 Essências da Geração Millennials

 

1. Apesar de conectados com uma série de pessoas ao mesmo tempo, eles buscam pela “valorização de sua individualidade”!

Há quem diga que eles são arrogantes! Penso apenas que eles tiveram que aprender muito cedo a impor suas ideias para serem ouvidos e, nem sempre, contaram com exemplos que pudessem seguir.

A forma não é objeto em questão, mas, o desejo de atenção é real e quando alguém oferece essa oportunidade, eles se sentem altamente valorizados e eternamente gratos.

 

2. Velocidade e disponibilidade – A chave para ter a atenção dos Millennials!

Quando uma empresa tem um canal de comunicação, preferencialmente digital, onde eles podem compartilhar suas ideias isso é fantástico.

Agora, ver que essas ideias foram utilizadas de alguma forma para contribuir positivamente para a estratégia, receberem os “créditos” e serem reconhecido publicamente… aí, isso se transforma no paraíso!

 

3. Comunicação objetiva e 100% digital!

Reuniões breves e objetivas, portabilidade, informalidade, transparência nas comunicações e a possibilidade de acesso aos cargos mais importantes da empresa são fatores importantíssimos e podem ser considerados até como fator de retenção para um indivíduo desta geração.

 

4. Cuidado! Eles não são tão superficiais como a grande maioria acredita!

Ser generalista e especialista em sobrevivência pode ser algo altamente positivo e o primeiro passo para ter um profissional com grande poder de inovação.

Uma empresa só tem a ganhar quando deixa claro para os Millennials suas necessidades de desenvolvimento e, ainda, oferece a oportunidade de um tutor ou coaching executivo que possa ajudá-los durante este processo.

 

5. Paixão pelo coletivo!

Se a empresa tem uma causa realmente transformadora e eles podem contribuir com isso de alguma maneira, se transformam em verdadeiros defensores deste propósito dentro e fora da instituição.

 

Resumindo, independentemente da geração, é preciso compreender as essências de aprendizado.

Todas as gerações foram marcadas por diversos momentos diferentes! Cabe a nós, um pouco de flexibilidade.

Ah! Que pena…. Assim termina a Trilogia Millennials e espero ter contribuído!

Se você gostou, quer dar sua opinião ou conversar a respeito, envie seu comentário! Vai ser fantástico continuar esse “bate papo” com você!

TRILOGIA MILLENNIALS – PARTE 2: ESTRATÉGIAS DE MARKETING Sugestões de como atrair e encantar clientes desta geração.

Na primeira parte da nossa Trilogia Millennials, combinei com você que aprofundaria o tema considerando o comportamento desta geração sob o ponto de vista de Estratégias de Marketing e Desenvolvimento de Talentos.

Neste post, vamos falar sobre Estratégias de Marketing e os princípios básicos para encantar este consumidor, ok?! Vamos lá!

O primeiro ponto importante: Consumidor Omnichannel é uma coisa… Millennials é outra.

Consumidor Ommichannel é aquele que compra produtos e/ou serviços em mais de dois canais diferentes. Logo, você também pode ser classificado como Omnichannel, mesmo que tenha nascido em gerações anteriores.

Quando falamos sobre estratégias de marketing de encantamento para os consumidores Millennials, precisamos observar suas características pessoais. Para ser o mais objetiva possível, volto a considerar “As 5 Essências da Geração Millennials” para abordar o assunto.

 

1. Apesar de conectados com uma série de pessoas ao mesmo tempo, eles buscam pela “valorização de sua individualidade”!

Como Especialista em Marketing, sempre fui defensora da frase épica da música “Nos Bailes da Vida” do nosso querido Milton Nascimento: “Todo artista tem de ir aonde o povo está! ”. Então, não tem mistério: muito mais do que atrair, ouvir o que eles têm a dizer é fundamental para estruturar suas ações, com a vantagem de, ainda, obter subsídios para inovação.

 

2.  Velocidade e disponibilidade – A chave para ter a atenção dos Millennials

Portfólio, preço, canal e entrega precisam ser compatíveis e atender às expectativas deste público.

Quer um dado importante? Segundo uma pesquisa da Dynatrace – empresa americana de software de gerenciamento de desempenho de aplicativos, 81% dos consumidores desta geração abandonam o carrinho de compras de sites mobile que são lentos ou propensos a falhas.

Portanto, lembre-se: quando eles desejam comprar e encontram qualquer tipo de dificuldade, se dispersam facilmente e, pior, com a velocidade de um “click”, todos os amigos de sua rede saberão que você não está preparado para atendê-los.

 3. Comunicação objetiva e 100% digital!

Seja objetivo e digital! Nada de textos longos e complexos! Sua comunicação deve ser informal e, principalmente, presente nas redes sociais.

 

 4. Cuidado! Eles não são tão superficiais como a grande maioria acredita!

De novo: Não subestime as opiniões dos Millennials! A vantagem de ser um generalista faz deste grupo uma incubadora de ideias inovadoras para produtos/serviços e estratégias de marketing.

 

5. Paixão pelo coletivo!

Sua empresa tem um propósito maior além da relação comercial? Qual é o valor agregado que sua marca oferece que justifique a atenção desta geração? Se você não sabe responder essas perguntas, é bom começar a pensar a respeito.

Encantar os Millennials é um desafio e tanto! Porém, é fundamental entender se o portfólio de produtos e a estratégia de marketing que você pratica atualmente, estão de acordo com as expectativas destes clientes.

Lembre-se de que eles representam a tendência de consumo dos próximos 10 anos – no mínimo –  e serão responsáveis por influenciar as próximas gerações.

Espero que tenha compartilhado informações relevantes para o seu dia a dia! Se desejar, envie seu comentário! Será um prazer trocar ideias com você!

Na próxima semana, a última parte da nossa trilogia será sobre Desenvolvimento de Talentos!

 

Espero por você no blog!

TRILOGIA MILLENNIALS – PARTE 1: CURIOSIDADES QUE VOCÊ PRECISA CONHECER! Algumas sugestões de “o que” e “como” chamar a atenção desta Geração.

Certamente, você já ouviu falar na geração Millennials, não é?!

Millennials é a geração formada por nascidos entre os anos 80/90 e que iniciaram sua fase jovem/adulta no início deste milênio. Em algumas publicações é possível identifica-los também como Geração Y ou Z!

Por uma decisão pessoal, prefiro utilizar o termo Millennials, criado nos anos 1990 pelo historiador e economista norte-americano Neil Howe, por entender ser a mais completa, ok?!

Eles representam grande parte das pessoas com quem convivemos: amigos, colaboradores de nossas empresas ou clientes que consomem nossos produtos ou serviços.

Nem preciso dizer que são absolutamente inseridos no universo da tecnologia e, sem dúvida, ditam e permanecerão ditando as regras de nossa humanidade atual e futura, até surgir a próxima “geração”!

Entender “o que” e “como” chamar a atenção dessas pessoas é uma verdadeira incógnita para os integrantes das gerações anteriores.

Pensando nisso, gostaria de compartilhar com você a TRILOGIA MILLENNIALS – uma série dividida em três partes, onde faço uma interpretação desses indivíduos sob o ponto de vista Comportamental, Profissional e, claro, como Consumidor.

Para facilitar o entendimento, o primeiro passo foi identificar características genéricas desse grupo de pessoas. 

A partir daí, elaborei as “As 5 Essências da Geração Millennials”, que me auxiliaram na criação de uma estratégia que poderia me aproximar de cada uma delas.

Vamos para a primeira parte?? Espero que você goste!

 

“As 5 Essências da Geração Millennials” 

 

1 – Apesar de conectados com uma série de pessoas ao mesmo tempo, eles buscam pela “valorização de sua individualidade”! 

Em um ambiente onde todo mundo fala de diversas coisas ao mesmo tempo, ter a oportunidade de ser ouvido é a glória para uma pessoa desta geração!

 

2 – Velocidade e disponibilidade – A chave para ter a atenção dos Millennials! 

Acostumados com a velocidade de um “click”, lentidão é sinônimo de insatisfação. Logo, para manter a atenção de um indivíduo desta geração é preciso ser “rápido e acessível”, caso contrário, você perderá sua atenção.

 

3 – Comunicação objetiva e 100% digital!

É preciso ir direto ao ponto. Simples assim!

 

4 – Cuidado! Eles não são tão superficiais como a grande maioria acredita! 

Tendemos a achar que eles são superficiais, mas isso não é verdade. Eles sabem um pouco sobre tudo, podem não concluir suas ideias como profundos conhecedores, mas, se bem direcionados e estimulados, podem ser fonte para inovação.

 

5 – Paixão pelo coletivo! 

Os Millennials cresceram tendo suas vidas fortemente impactadas pelos hábitos de uma geração absolutamente obcecada por consumismo, individualismo e poder. A possibilidade de fazer parte de um grupo, contribuir e ver essas ideias influenciando o mundo positivamente é algo absolutamente valorizado.

 

Agora que você já sabe um pouco sobre o que concluí a respeito dos Millennials, gostaria de convidá-lo para ler e comentar sobre os dois próximos textos, onde pretendo explorar o assunto sob o ponto de vista de Desenvolvimento de Talentos e Estratégias de Marketing.

Fique de olho no blog! Teremos mais novidades ainda nesta semana, ok?!

 

INVISTA NO DESENVOLVIMENTO DE TALENTOS DE SUA EMPRESA! Quantas vezes você lamentou a perda de um colaborador importante de sua empresa?

Se tivesse a oportunidade de estar presencialmente com você, ficaríamos horas conversando sobre Desenvolvimento de Talentos, relembrando cada um dos exemplos que passaram por nossas vidas.

Certamente, concluiríamos que uma proposta financeira mais atrativa e a oportunidade de desenvolvimento de carreira são, atualmente, as razões mais comuns que levam um colaborador a se desligar de uma empresa.

No entanto, existe um aspecto relevante que esquecemos de refletir e que vem muito antes de tudo isso: o que poderia ter sido feito para evitar isso?

Falar sobre salários é uma questão delicada. No entanto, todos nós sabemos que quando uma empresa valoriza os potenciais de seus colaboradores, as chances de desligamento diminuem sensivelmente.

É importante lembrar que a valorização nem sempre significa “promoção” ou “aumento de salário”.

Um colaborador pode se sentir valorizado por ações simples, que podem ser desde um simples agradecimento, até o reconhecimento com uma promoção pelo empenho e comprometimento dedicado à sua empresa.

O fato é que, normalmente, a expectativa que a organização deposita em um colaborador nem sempre é clara.  Metas são definidas, são importantíssimas, mas são “números” estratégicos a serem percorridos.

Minha reflexão é: se o colaborador tivesse a oportunidade de compreender claramente seus pontos fortes e fracos e fosse devidamente estimulado a aprimorar esses aspectos, será que ele entenderia melhor a importância que ele tem para a empresa (e vice-versa)?

Ou ainda… se ele entendesse quais talentos precisam ser potencializados e/ou desenvolvidos e tivesse um plano de ação bem definido em conjunto com a empresa, será que suas metas teriam melhores resultados. Pessoalmente, acho que sim!

Além de Treinamento, recursos como Avaliação de Performance e Coaching Executivo podem ser altamente positivos, pois tratam exatamente desta questão.

Um excelente colaborador se desliga de uma empresa quando não encontra nela motivação e os caminhos que levam à realização de seus sonhos.

Que tal pensar no Desenvolvimento de Talentos de sua empresa com carinho?

CONSUMIDOR OMNICHANNEL – SUA EMPRESA ESTÁ PRONTA PARA ATENDER ESTE CLIENTE? Ser é multicanal, atualmente, o objetivo número 1 de todas as empresas.

Todos querem encantar o Consumidor Omnichannel!

Claro! Basta abrir o seu site de notícias favoritos e pronto: sempre encontrará novas informações e pesquisas apontando o quanto ele é valioso, fiel e altamente produtivo.

Você lê, fica impressionado com as informações e, quando segue para o próximo post, lá está: “Empresa “tal” realiza importante movimento estratégico pensando na multicanalidade”.

Este cenário, tão comum no dia a dia das corporações, é tão veloz e eletrizante que faz qualquer empresário ou executivo mover montanhas para trazer essa estratégia para sua empresa.

Após a tomada de decisão, inicia-se uma sequência de reuniões, investimentos e, finalmente, o dia do “go live”. Depois de um tempo, surgem as situações de conflitos entre os canais comerciais e tudo vira uma verdadeira avalanche interna.

Se você está passando por isso em sua empresa, permita-me compartilhar algumas informações que tive a oportunidade de vivenciar como consultora e que, certamente, poderão oferecer algumas direções.

Ser multicanal é fundamental nos dias de hoje e todos nós sabemos disso. Mas, a implantação de qualquer novo canal ao que já existe, exige um movimento importantíssimo que precisa acontecer antes de tudo: conhecer à fundo seu cliente.

Uma das características do Consumidor Omnichannel é que ele compra o que, quando e da forma que “ele quiser”.  Portanto, se o poder de decisão é dele, antes de tudo, é preciso saber como “ele” gostaria de comprar seus produtos ou serviços.

Depois disso, criar estratégias de marketing adequadas para cada um dos canais e orientar os colaboradores sobre o sentido das ações, é fundamental para o entendimento de todos, a convergência entre os canais e, principalmente, o sucesso da operação.

Lembre-se: a chave para sua empresa encantar o Consumidor Omnichannel é surpreende-lo com a entrega de algo que ele sempre quis e nunca imaginou que você faria por ele.

 

“CLICK” – QUANDO DECIDI APOSTAR NO SONHO E CRIAR A ENKANTHA. A alegria da descoberta de que seus maiores medos não fazem o menor sentido

Por que criei a Enkantha? Confesso que sempre tive receio de compartilhar certas experiências nas redes sociais.

No entanto, senti que desta vez, independentemente das diferenças pessoais, alguns sentimentos expressos por amigos que passaram por esse processo foram tão semelhantes e positivos que achei importante abrir esta exceção.

Sempre admirei a coragem dos empreendedores. Tive a oportunidade de conhecer histórias incríveis que, até hoje, recorro como fonte de inspiração.

Posso dizer que minhas escolhas profissionais sempre foram motivos de muita alegria para mim.

Sempre fui apaixonada pelo que faço e, até o momento do “Click”, achei que o desejo de empreender estaria longe de acontecer, principalmente porque tinha medo de perder tudo aquilo que havia construído.

Ah…“Click” foi o nome que encontrei para expressar o sentimento exato que a opção por ir ao encontro dos meus sonhos causou em minha vida.

O mais engraçado é que aqueles amigos que citei anteriormente tiveram essa mesma sensação.

Para alguns deles, as coisas fluíram com mais facilidade. Naqueles que levaram mais tempo, como foi o meu caso, pude encontrar várias respostas.

Depois de tudo o que ouvi, concluí que esse tal de “Click” nos persegue. Você pode até seguir rotas alternativas para tentar desviar dele.

No entanto, quando chega o momento inevitável do encontro, que você olha para trás e não sente mais o desejo de voltar, ele se torna seu melhor amigo e tudo muda na sua vida.

Apesar das incertezas, a sensação de alegria foi algo que me surpreendeu principalmente porque descobri que o meu maior medo não fazia o menor sentido.

Quando percebi que poderia continuar a fazer o que amo de um jeito ainda melhor, tive a certeza de que estava no caminho certo.

E foi assim que nasceu a ENKANTHA! Com a proposta de atender empresas de todos os portes e segmentos, a ENKANTHA oferece soluções estratégicas diferenciadas para as áreas de Marketing e Desenvolvimento de Talentos de empresas que desejam conquistar e encantar clientes.

É claro que, como em toda jornada, estou preparada para enfrentar caminhos repletos de surpresas. Mas… qual seria a graça se tudo fosse fácil na vida?

Se você chegou até aqui é porque, em algum momento, se identificou com a alegria que sinto neste momento ou com os receios comuns daqueles que sentem medo de empreender.

Para você que é empresário, meu objetivo era te fazer voltar no tempo e relembrar a alegria que estou sentindo. Meus amigos disseram que isso foi excelente para eles.

Aos que ainda esperam conhecer meu amigo “Click”, posso assegurar: no tempo certo, vocês se encontrarão e ele se tornará seu melhor amigo.

Desejo todo o sucesso do mundo para você!