EDUCAÇÃO E ATUALIZAÇÃO PROFISSIONAL: COMO ESTÁ O SEU “POTENCIAL DE EMPREGABILIDADE”? Uma reflexão sobre o RX do Profissional Brasileiro

Segundo dados do IBGE, neste último trimestre, a taxa de desemprego atingiu a marca de 12,3% da população brasileira.

Apesar do “leve recuo” em relação ao trimestre passado – encerrado em abril, quando atingimos 12,9% – esta notícia não é um motivo para comemoração.

Que o país precisa urgentemente de “vontade política” para ajustar a economia, a saúde e a educação, todos nós estamos cansados de saber e não é a ideia original deste texto.

A proposta é convidar você a refletir, esteja ou não empregado, as seguintes questões:

  • Já que o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo, quais são os aspectos profissionais que me diferenciam entre os demais?
  • O que estou fazendo para ampliar meu potencial de empregabilidade?
Potencial de Empregabilidade
Como ampliar meu potencial de empregabilidade?

 

Antes de tudo o ambiente externo já apresenta desafios, então, temos duas opções: seguir o fluxo e sucumbir ou virar o jogo nos preparando para qualquer situação. Qual é a sua escolha?

Baseados em nossa experiência  não apenas em Business Partner(RH) como também com apoio às empresas em processos de Hunting e Coaching Executivo, gostaríamos de compartilhar um pouco de nossa experiência com o objetivo de ajudar nesta avaliação.

 1 – Você se considera um profissional atualizado?

Atualização profissional

Se você está há mais de 1 ano sem nenhuma atividade acadêmica, considere um sinal de alerta!

Por incrível que pareça, atualmente, formação acadêmica tradicional (graduação, pós-graduação e MBA) é considerada apenas como uma base.

Portanto, ultrapasse todas as “barreiras” que nos impedem de investir em atualização! Atualmente, o mercado educacional oferece diversas opções em cursos presenciais/virtuais, que atendem a todos os públicos.

 

2 – Você consegue se comunicar em outro idioma?

Como você se comunica em outro idioma?Com toda a certeza Inglês e Espanhol ainda são os idiomas básicos! A diferenciação está, não apenas neste, mas em um terceiro idioma que, geralmente, está diretamente ligado às empresas e suas relações comerciais.

Até aqui, nenhuma novidade… A reflexão está no nível de conhecimento real que o profissional define no currículo.

Se você informa em seu currículo “Inglês Fluente”, isso significa que  comunicar em inglês em qualquer situação.

Portanto, se você  “escreve e entende, mas… não fala”, isso não significa fluência e, por certo, poderá ser prejudicado na avaliação.

Neste caso, recomendamos buscar por ajuda, através de um curso específico o quanto antes! Isso fará com que você esteja pronto para encarar qualquer oportunidade.

3 – Conhecimento geral sobre a área de atuação e o mercado

Qual seu engajamento no mercado que atua?Além do conhecimento acadêmico, sem dúvida é preciso conhecer as novidades de sua área de atuação e o mercado.

É preciso investir tempo e dinheiro em “Pílulas de Conhecimento”.

Entre elas, estão: leituras (livros, jornais, etc.), participar de fóruns especializados, feiras, eventos e palestras.

Mais importante: isso pode significar a ampliação de conhecimento e uma oportunidade para fortalecer e ampliar sua rede de contatos.

Como resultado, pode até parecer algo extremo e, até mesmo, pouco provável para alguns.

O fato é que a realidade do mercado é essa: o investimento em empregabilidade nunca termina !

Aproveitamos para sugerir para você que atua nas áreas de Marketing, Negócios e Recursos Humanos, algumas novidades da Enkantha:

Se você quiser saber mais sobre Business Partner (RH), participe do evento Business Partner (RH) – como a inteligência de negócios pode garantir o Crescimento Sustentável para PME’s” – uma parceria da Enkantha com a Câmara de Comércio França-Brasil, que será realizado em outubro/2018.

Para os interessados em conhecer o universo Omnichannel, a Enkantha – através de nossa fundadora Ana Paula Ramos – realizará parceria com a Escola de Negócios Trevisan, um Curso de Extensão que abordará tudo sobre o tema. O curso será em novembro/dezembro de 2018 e já está com inscrições abertas.

Esperamos que este texto tenha contribuído para sua reflexão e, claro, adoraremos conhecer suas percepções.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*